Como Curar o Alcoolismo


Milhares de pessoas em volta do mundo sofre com o vício do álcool. Mas não se desespere. Assim como outros vícios que adquirimos ao longo da vida o vício do alcoolismo tem jeito.

Você tem problemas de saúde? Então você quer livrar do álcool? Você quer derrotar sua dependência e levar uma vida melhor. O álcool é generalizado em nossa sociedade e onipresente, você certamente não é o único a fazer isto. Beber álcool faz parte da nossa sociedade.

Neste artigo vamos ajuda-lo a encontrar este caminho da cura. Os alcoólatras podem se livrar de seu consumo de álcool sem muitos sintomas de abstinência, sem clínica de dependência e sem muitas recidivas. Apresentaremos brevemente alguns caminhos.

Métodos para acabar com o álcool e não beber mais álcool

Veja também: Como deixar de beber álcool

Defina o objetivo e as etapas. Se você é alcoólico dependente, seu objetivo deve ser álcool zero. Em circunstâncias normais, você também deve fazer uma retirada de álcool sob supervisão médica. No entanto, de acordo com estudos sobre dependência do álcool (80%) das pessoas com problemas de alcoolismo são apenas psicologicamente dependentes. Se você tentar beber 2 copos de cerveja por dia pode ser um objetivo sensato. Esta é uma diferença crucial em comparação com as terapias convencionais de abuso de álcool, que quase não funcionam. A maioria das terapias convencionais tem o objetivo de controlar o uso da bebida.

Você pode começar com dicas instantâneas, que podem ser usadas imediatamente quando a pressão e a vontade de beber se torna muito forte. Você não pode derrotar o consumo de álcool, mas você pode evitar o vício. Procure entender que para um tratamento bem-sucedido o consumo de álcool tem que ser gradualmente reduzido, ou seja, todas as semanas você reduz um pouco mais, até alcançar o objetivo que é eliminar o álcool de vez da sua vida. A redução gradual permite ao corpo se acostumar lentamente a reduzir o álcool, minimizando os sintomas de abstinência.

Uma boa dica é perceber seus sentimentos e quando isto ocorre. Compreenda as razões pelas quais você começou a beber. O tédio, o estresse, a solidão, o tempo não estruturado, a ansiedade e muito outros sintomas podem ser os gatilhos diários para a compulsão de ter que beber novamente. Procure controlar estes sintomas, até mesmo com ajuda de um terapeuta. Tenha em mente que você quer tira-los de sua vida diária ou aprender a lidar com eles de forma diferente. Se você consegue controlar estes sentimentos nocivos ao corpo e a mente terá menos pressão. Sendo assim você sentirá menos vontade de beber álcool.

O álcool é venenoso e viciante

O álcool (o conhecido etanol) é uma substância pesada e um veneno para a saúde. Por exemplo, uma pessoa que não esta acostumada a beber álcool e se consumir uma grande quantidade de álcool durante uma noite de festa, esta pessoa vai passar muito mal e pode até morrer. O ser humano só pode tolerar grandes quantidades de álcool se estiver acostumado com o consumo de álcool. Vejamos o que causa o consumo de álcool nos indivíduos e na sociedade.

  • O álcool é a principal causa dos acidentes de carros, mas também acidentes de trabalho, muitas vezes com consequências fatais;
  • O álcool é responsável por uma variedade de problemas de saúde, e não apenas danos ao fígado;
  • O álcool é responsável por centenas de milhares de pessoas que estão atormentadas por depressão e ansiedade;
  • O álcool é responsável por muitos problemas nos relacionamentos, por maus tratos e por divórcio;
  • O álcool é frequentemente a causa de problemas no trabalho e na vida profissional;
  • O álcool, direta e indiretamente, causa muitos custos para o sistema de saúde e para a sociedade na totalidade.

Em suma, o álcool é apenas a porta de entrada para uma vida em decadência. No primeiro momento você se sente relaxado e feliz. Tudo pode começar em um jantar casual com amigos junto combinado a uma refeição saudável. Sem perceber você pode ir aumentando esta dose e pensar que esta tudo bem. E de um dia para outro se encontra dependente. Os riscos são muito maiores do que as vantagens.

Se alguém está gravemente doente, quer esteja sofrendo de diabetes, doenças cardiovasculares ou mesmo câncer, ele não pode fumar ou beber, se ele quiser se recuperar. Portanto, especialmente os maiores fatores de risco para a saúde, como o tabagismo, o excesso de peso ou o consumo de álcool devem ser evitados com urgência. Ao fazê-lo, o tabagismo e o consumo de álcool devem ser completamente interrompidos.

Se você não consegue tomar consciência que o álcool é prejudicial a sua saúde, existe ajudas alternativas como as terapêuticas holísticas e naturopáticas que podem lhe ajudar neste processo.

Somente quando tentam se livrar do álcool muitos percebem que são dependentes. Alguns tentam controlar o consumo de álcool, ou mesmo se livrar do álcool. Muitos provavelmente sem sucesso. Se uma dependência ao álcool estiver presente em sua vida, em qualquer caso, geralmente apenas uma abordagem com suporte externo ajuda. Isto significa que você deve procurar sempre ajuda de algum especialista.