Como Curar a Azia ou Pirose – Causas e Tratamentos


azia

Aquela sensação que você sente de queimação, depois de abusar de alimentos gordurosos e mais pesados, tem um nome: Azia ou pirose. Apesar de não ser uma doença, a azia serve de alerta para problemas de saúde mais graves no futuro.

Saiba como identificar os sintomas dessa ardência desconfortável que vem tirando todo o prazer da sua refeição, veja quais são as suas principais causas, como funciona o tratamento e modos de prevenção, para dar adeus a este incômodo que faz parte da vida de muitas pessoas.

Sintomas

  • Sensação de ardor no peito;
  • Sensação de dor na garganta;
  • Dificuldades em engolir o alimento;
  • As dores esofágicas e peitorais pioram quando a pessoa se deita;
  • Gosto ácido na boca;
  • Refluxo dos alimentos;
  • Arroto constante e involuntário;
  • Estômago inchado;
  • Dores na região do tórax;
  • Sensação de peso na região do estômago;
  • Tosse;
  • Mau hálito;

Causas

A azia é causada por meio do refluxo do ácido gástrico, que é responsável pela digestão dos alimentos, seguindo do estômago para o esôfago, dando aquela sensação de que a comida irá retornar para a boca. A causa do refluxo vem por meio do esfíncter esofágico inferior (EEI), que se não funcionar como deveria, acaba     fazendo o que está no estômago voltar para o esôfago. Normalmente, o EEI abre para permitir que o alimento ou o líquido chegue até o estômago, e após isso, é fechado em seguida.

Alguns hábitos, alimentos e bebidas podem causar azia:

  • Café;
  • Refrigerante;
  • Azeite;
  • Vinagre;
  • Chocolate;
  • Álcool;
  • Tabaco;
  • Comer duas ou três horas antes de dormir;
  • Tomates;
  • Chá preto;
  • Pimentas e pimentões;
  • Comidas gordurosas e frituras;
  • Molhos;
  • Comer muito rápido;
  • Usar roupas muito apertadas;
  • Frutas ácidas e cítricas;
  • Deitar após comer.

Tratamentos para a azia

Uma das formas de tratamento para a azia é o uso de medicamentos, veja os mais comuns:

  • Antiácidos, que atuam na neutralização do ácido produzido pelo estômago como Pepsamar e Omeprazol;
  • Os bloqueadores de receptores de histamina H2 (Cimetidina, Ranitidina, Famotidina e Nizatidina), são responsáveis pela redução de da produção de ácido gástrico;
  • Inibidores de bomba de prótons, fazem o bloqueio da produção de ácido gástrico e atuam na cura do esôfago.

Algumas plantas medicinais como camomila e o alcaçuz podem aliviar os sintomas da azia, bem como os chás de gengibre, erva cidreira, dente de leão e o de erva doce.

O limão, apesar de ter caráter ácido, pode ser útil para curar a azia no estômago, isto porque, quando o suco do limão chega ao estômago, ele alcaliniza o ácido lá contido, baixando assim a sensação de azia. Outra fruta útil no combate à azia é a pêra, principalmente o seu suco. Comer 1 pêra ou beber um suco de pêra quando se tem azia, ajuda muito a aliviar os sintomas.

Mas somente remédios não irão apresentar a solução necessária, rápida e eficaz. A eficácia do tratamento se dará principalmente pela mudança de hábitos alimentares, que são os principais responsáveis pelo problema. Antes de tomar qualquer medicamento, procure um médico, que irá lhe indicar o melhor remédio para seu tratamento.

Geralmente os médicos passam alguns exames para a azia, como: séries gastrointestinais, esôfago gastroduodenoscopia e o motolidade esofágica, para verificar como está a sua pressão no esfíncter. Em alguns casos, os mais graves, é necessário fazer cirurgia, que podem ser feitas pela laparoscopia ou as mais comuns.

Ressalta-se que a azia pode ser confundida com muitas doenças, e se você sentir sintomas como dores nos braços, tontura, falta de ar, fezes pretas, procure imediatamente um médico, pois pode ser que você apresente outra doença ou uma mais grave.

Como prevenir o aparecimento da azia

É importante que a pessoa se deite ou descanse, elevando o travesseiro a uma altura de 20 centímetros, que irá fazer com que o suco gástrico não suba até o esôfago, dificultando sua passagem.

Você deve evitar frituras e comidas gordurosas, alguns alimentos como brócolis, frutas ácidas, condimentos, pepino, rabanete, nabo, couve flor, couve, industrializados, etc. É necessário ficar bem atento para certos tipos de alimentos para não contar com a indesejável azia.

Muitas pessoas acabam pulando as refeições pelo excesso de trabalho, sempre com muita pressa, terminam sem tempo para comer. Mas isso não pode acontecer, pois o jejum aumenta as chances de se obter azia. Além disso, ficar sem comer por horas, fará com que o ácido gástrico fique acumulado, ocasionando o refluxo. O ideal é se alimentar de três em três horas para que não haja sobrecarga na produção de ácido gástrico.

Pratique exercícios regularmente, pessoas com sobrepeso ou obesidade são mais propensas a terem azia, uma vez que a pressão que é feita no estômago por conta do excesso de peso, faz com que os ácidos gástricos tenham mais chances de apresentarem refluxo em direção ao esôfago.

É comum ver em restaurantes muitas pessoas consumindo líquido durante a refeição, principalmente os refrigerantes, que aumentam a pressão no estômago, fazendo com que os ácidos digestivos tomem sentindo contrário, causando o refluxo. O resultado desta combinação entre bebida mais alimentação pode resultar em queimação e ardência no estômago.

O cigarro ocasiona diversas doenças para o corpo, como todos já sabem, dentre os malefícios está a azia. Seu consumo faz com que a proteção da mucosa do estômago diminua, causando assim, uma sensibilidade maior a irritações pelo ácido gástrico. Por isso, explica-se as chances de se obter úlcera com cigarro.