Como curar Conjuntivite


conjuntivite

Se sofre de alguns desses sintomas referidos anteriormente, provavelmente está com uma conjuntivite! Cuidado: A conjuntivite é mesmo bastante contagiosa, não só para as outras pessoas, como do seu olho afetado, para o outro que está bom… Veja aqui neste artigo, como pode curar a conjuntivite.

Está sentindo um enorme desconforte nos olhos? O olho está inchado e vermelho? Sente vontade de mexer e com muita coceira? Saiba aqui como curar uma conjuntivite.

O que é uma conjuntivite?

A conjuntivite é uma doença no olho, que se carateriza por uma inflamação que aparece na conjuntiva, isto é, a membrana transparente que protege globo ocular (parte branca do olho) e a pálpebra.

 

Quais as causas da conjuntivite?

A membrana transparente que protege o globo ocular, pode infecionar através de algum tipo de bactéria, vírus ou outro agente tóxico externo que destrua a camada fina que protege os olhos. Geralmente a conjuntivite não aparece apenas num olho, é necessário ter bastante cuidado porque esta doença é contagiosa, não só de pessoa para pessoa como de olho para olho e normalmente aparece na altura do verão. Se apresenta sinais de conjuntivite, evite ambientes fechados porque a contaminação acontece com uma maior facilidade neste tipo de locais.

 

Quais os sintomas da conjuntivite?

Tendo em conta que a conjuntivite é altamente contagiosa, convém estar atento aos sintomas que nos indicam o início de uma conjuntivite. Esses sintomas são eles os seguintes:

  • Pálpebra com inchaço;
  • Olho que lacrimeja com alguma regularidade;
  • Vermelhidão na área do olho;
  • Intolerância à luz e em alguns casos as pessoas começam a ver tudo de uma forma embaçada.

Atenção a este tipo de doença! Os olhos são uma parte do corpo bastante sensível e merecem toda a nossa atenção. Existem pequenas diferenças que nos ajudam a distinguir a conjuntivite viral e a conjuntivite bacteriana, a primeira tem uma secreção mais branca com pouco fluxo mas que costuma demorar entre 2 a 3 semanas (15 a 20 dias) a desaparecer quando é aplicado o tratamento adequado, enquanto que a segunda é mais amarelada, apresenta um fluxo com mais abundância e o seu tratamento total demora cera de 5 a 7 dias.

 

Como curar a conjuntivite?

A conjuntivite é uma das doenças que não apresenta um tratamento específico para a sua cura. É claro que existem lágrimas artificiais à venda em farmácias que ajudam a recompor a membrana transparente, ou compressas que se deve aplicar para refrescar o olho e aliviar tanto o ardor, e o desconforto como a vermelhidão. O soro fisiológico também é bastante aconselhado para curar as conjuntivites, mas acima de qualquer produto para aplicar no olho, existem alguns cuidados que se deve ter em conta a nível de higiene e que são fundamentais para a cura da conjuntivite, servem de exemplo as seguintes atitudes:

  • Lavar BEM as mãos com alguma frequência, isto porque as mãos são uma das partes do nosso corpo com mais bactérias;
  • Evitar coçar os olhos para não piorar a irritação;
  • Evitar utilizar lentes de contato, volte a colocá-las apenas quando o olho estiver 100% operacional;
  • Evitar as piscinas, esta é uma regra super importante, principalmente para quem gosta de praticar natação. Além de piorar a conjuntivite pode pegar-se a outras pessoas;
  • Trocar constantemente de toalhas, lençóis e as fronhas dos travesseiros e acima de tudo não partilhá-los com ninguém.

A conjuntivite é uma doença altamente contagiosa e o risco de a conjuntivite de um olho se alastrar para o outro e acabar por ficar infetado com esta doença em ambos os olhos, é mesmo bastante elevado.

 

Como prevenir uma conjuntivite?

É muito difícil prevenir a conjuntivite, não só porque os olhos são uma parte do rosto sensível, como é impossível evitar que estejam em contato com agentes do exterior. Contudo, existem algumas dicas que poderão ajudar a prevenir a conjuntivite, como por exemplo:

  • Evitar utilizar a maquilhagem de outras pessoas;
  • Evitar compartilhar as toalhas com os outros;
  • Lavar as mãos com frequência e evitar colocar nos olhos;
  • Se porventura trabalha com produtos químicos utilize sempre os óculos de proteção, e a mesma dica serve de exemplo para quem vai regularmente à piscina.