Dengue – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos


A dengue é uma doença que faz parte da história do Brasil há certo tempo. O primeiro relato, de fato, de uma pessoa que tenha contraído o vírus por aqui é datado de 1981 e aconteceu no estado do Paraná.

Entretanto, sabe-se o mosquito transmissor da doença provavelmente chegou ao continente americano junto aos navios negreiros já que as suas primeiras aparições vêm da África.

Falando um pouco em números, no ano de 2015 o Brasil registrou nada menos que 1.649.008 casos de acordo com o site do Bem-Estar, no G1. Este número, obviamente, foi o recorde da doença que vem sendo acompanhada e registrada ano após ano desde 1990.

Estatisticamente falando a cada 115 pessoas, em média, uma contraiu dengue no ano citado, dado este verdadeiramente alarmante para a saúde pública. Os dados de casos de dengue do ano passado, 2016, ainda não foram divulgados. Entretanto, segundo a mesma matéria no G1, até abril de 2016 já havia um expressivo aumento de 13,8%.

O que é Dengue?

Dengue é uma entre as várias doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti. Considerada atualmente como uma das enfermidades que mais causam problemas de saúde pública no mundo, no Brasil acomete anualmente milhares de pessoas quem são contaminadas pelo vírus.

Inclusive, existe uma estimativa feita pela OMS – Organização Mundial da Saúde – que prevê que por ano são cerca de 50 até 100 milhões de pessoas que contraem dengue, sendo essas de maior ou menor intensidade já que existem 4 sorotipos diferentes.

Vale ainda ressaltar que a dengue é uma doença considerada como grave podendo, inclusive, levar a morte visto que a dengue hemorrágica cria esse potencial risco a vida do enfermo. Para aqueles que se recuperam, há casos de sequelas que geralmente se associam a dores sentidas principalmente nas juntas do corpo.

É importante também destacar que uma mesma pessoa não contrai duas vezes o mesmo tipo de dengue. Para ser infectada novamente, o sorotipo geralmente é outro.

Quais as causas da Dengue?

A transmissão da dengue é feita exclusivamente pela picada de um mosquito infectado, não sendo algo que se pega no ar ou através do contato com alguém que esteja acometido por esta doença.

O que pode acontecer é que um mosquito, que não esteja infectado, venha a picar alguém que já contraiu a doença e depois pique outra pessoa, sadia, transmitindo assim o vírus e contaminando-a também.

Vale ressaltar que esta doença atinge seus grandes picos nos períodos mais quentes do ano já que a proliferação dos mosquitos nesta época é mais rápida. Dificilmente em ambientes gélidos ocorre a transmissão dessa enfermidade, tipicamente tropical.

De modo geral, uma pessoa que contraia o vírus costuma demorar cerca de 15 dias para perceber que está com a doença visto que alguns dos sintomas não demonstram exatamente a gravidade da doença. Veja os sintomas em maiores detalhes no próximo tópico deste artigo.

Sintomas da dengue

Os sintomas mais comuns da dengue são a febre alta e forte dor nos músculos e nas articulações por um período mais extenso do que outras doenças. Em casos considerados como mais graves há sangramento e até mesmo quadros de choque que podem levar a morte.

Outras reclamações comuns a quem porta o vírus da dengue é a dor local que pode atingir aos músculos do abdômen além de outros, as costas e os ossos e um forte incômodo atrás dos olhos também. Além da febre, a fadiga, a perda do apetite, os tremores e o mal-estar podem ser indicativos de tal contaminação bem como o suor, as dores de cabeça, náuseas e até erupções vermelhas.

Quais os tratamentos para curar a Dengue?

É realmente importante destacar que alguns tipos de medicamentos podem agravar ao quadro de dengue, principalmente se o tipo contraído foi hemorrágico. Por isso, diante da suspeita a primeira indicação é que se procure um médico e evite-se a automedicação.

Uma vez diagnosticado, o paciente deve ser tratado com fluídos e medicamentos específicos que ajudam a diminuir a dor. Além disso, existe uma indicação de que a ingestão de líquida deve ser feita em excesso para que o vírus saia logo do corpo.

Descansar além de fazer parte do tratamento é uma verdadeira necessidade visto que as pessoas com dengue ficam muito debilitadas e fracas. Vale ressaltar por fim que nos casos mais graves é essencial ter o acompanhamento médico podendo o doente ficar, inclusive, internado.

Existe prevenção a Dengue?

Existe sim uma vacina que previne que se contraia dengue. Porém, como o mosquito Aedes Aegypt transmite outras doenças como Zika vírus, febre amarela e chikungunya a melhor prevenção é a eliminação dos possíveis focos de reprodução da espécie.

Deixar água acumular, por exemplo, é estimular a procriação do mosquito. Tomar cuidado para que não propiciar esta criação é o jeito inteligente e consciente de acabar com a proliferação dessas doenças. Deve também aplicar replentes para mosquito e usar proteções nas janelas e portas é uma excelente forma de evitar que o mosquito chegue perto, e assim previne a dengue!