Como curar uma Depressão Pós-Parto


depressao-pos-parto

Nem todas as mulheres entendem que estão com uma depressão pós-parto, mas entre 10 a 20% das mulheres começam ter pensamentos tristes, sentem-se infelizes, com vontade de chorar, de mau humor, e muitas vezes sem qualquer razão aparente!

Está com depressão pós-parto? Nós vamos ajudá-la a livrar-se dessa depressão e retomar a sua vida normal e feliz!

É importante reconhecer quando está sofrendo com uma depressão pós-parto, por isso escrevemos este artigo para ajudar!

O que é uma depressão pós-parto?

Uma depressão pós-parto é, como o próprio nome indica, uma depressão que pode surgir na mulher depois do parto.

Uma tristeza ou melancolia caracterizada por depressão que aparece após o nascimento do bebé e até duas semanas depois não constitui uma depressão pós-parto. Uma depressão pós-parto inclui uma tristeza e melancolia que não desaparecem sozinhas, mesmo depois de já terem passadas duas ou mais semanas.

Habitualmente, um quadro clínico de depressão pós-parto surge nas primeiras quatro semanas após o parto. Pode começar logo na primeira semana e durar até dois anos!

Atenção! Não confundir depressão pós-parto com um baby blues. Uma depressão pós-parto é diferente do chamado baby blues! Não sabe o que é um baby blues? baby blues caracteriza-se por uma melancolia que surge por volta do terceiro dia após o nascimento do bebé e que corresponde a uma etapa importante e normal da relação mãe-filho.

É necessário um apoio médico específico para tratar a depressão pós-parto. Sem tratamento e apoio especializados a situação pode permanecer durante meses ou anos e o quadro pode agravar-se.

Quais as causas de uma depressão pós-parto?

As causas exatas ainda não totalmente conhecidas. Sabe-se que as alterações hormonais no momento do parto e no pós-parto, que as mudanças ambientais e psicológicas e os fatores genéticos têm influência.

A depressão pós-parto não se assemelha a uma constipação que pode desaparecer por si só ao fim de alguns dias mas antes de um quadro clínico que requer apoio imediato independentemente das causas que lhe estão na origem.

Quais os sintomas da depressão pós-parto?

A própria mulher pode ter dificuldade em reconhecer o quadro depressivo. Por isso, familiares próximos e amigos são de extrema importância na deteção da depressão pós-parto.

Os sintomas podem variar mas é de prestar atenção quando a mulher sente:

  • Humor depressivo com tristeza constante
  • Vontade de chorar
  • Sentimento de vazio
  • Exaustão permanente que não é ultrapassada após conseguir alguns momentos de descanso
  • Irritabilidade e falta de paciência e tolerância
  • Sensação de culpa e responsabilidade por tudo o que acontece
  • Dificuldade em “aproveitar” o momento de alegria inerente ao nascimento de um filho e ausência de prazer nas atividades diárias
  • Enorme ansiedade em relação ao bebé
  • Sensação de não conseguir corresponder às circunstâncias com que se vai deparando
  • Falta de concentração
  • Transtornos de sono
  • Sensação de que o bebé é um estranho
  • Preocupação excessiva com a sua própria saúde
  • Demasiados pensamentos negativos em relação a si própria e ao bebé
  • Vontade de sair, de abandonar a sua própria realidade
  • Ideias e sentimentos suicidas

Como curar uma depressão pós-parto?

O tratamento da depressão pós-parto pode passar por psicoterapia e/ ou medicação. Apenas um médico especializado pode confirmar o diagnóstico e indicar o melhor tratamento para cada mulher.

Se a mulher receia estar com uma depressão pós-parto ou há a suspeita por parte de algum familiar ou amigo deve-se logo comunicar a um profissional de saúde que tenha acompanhado a mulher grávida ou que a acompanhe a mulher após o nascimento do bebé. Este profissional saberá certamente encaminhar a situação.

Não tente curar esta depressão pós-parto como uma depressão normal! Não tome medicamentos sem consultar o seu médico, principalmente se estiver a amamentar, pois pode prejudicar o seu bebé! Fale com o seu médico, explique toda a situação que está a viver e ele certamente irá aconselhá-la da melhor forma para curar a sua depressão pós-parto!

Existem alguns alimentos que podem ajudar a melhorar a sua situação de depressão pós-parto!

Os alimentos ricos em potássio, são uma excelente forma de aliviar os sintomas da depressão pós-parto. Se estiver a sentir um cansaço grande que parece estar exausta, procure comer bananas e tomates.

Procure alimentos ricos em vitamina B! A vitamina B também é importante na recuperação de uma depressão pós-parto. O suplemento de geleia real é rico em Vitamina B, o que pode ser uma ótima opção para ajudar na sua recuperação (consulte o seu médico antes de tomar qualquer suplemento!)

Como relaxar para curar depressão pós-parto:

É importante relaxar para melhorar os sintomas da depressão pós-parto! Para ajudar no seu relaxamento, faça ferver durante 10 minutos 3 litros de água juntamente com um punhado de manjerona e um punhado de flores de lavanda. Depois dos 10 minutos, deixe esfriar e coloque na banheira e deite-se nessa água durante 15 minutos.

Pode também molhar um pano numa infusão de chá de tomilho e videira vermelha e colocar sobre os antebraços. É um remédio natural revigorante.

Chá para a depressão pós-parto:

Um chá de passiflora é bom para ajudar a curar a depressão pós-parto. Mas antes de indicarmos a receita, é importante referir que se estiver a amamentar, não tome este chá!

Junte 1 colher de sopa de passiflora e outra de poejo com 1 xícara de água e faça ferver durante 5 minutos. Depois desse tempo, coe o chá e deixe esfriar. Beba 2 copos por dia (um de manhã, outro à noite) durante 16 dias seguidos!

Novamente relembramos: NÃO TOME ESSE CHÁ SE ESTIVER A AMAMENTAR!

Como prevenir uma depressão pós-parto?

A melhor prevenção é o apoio por parte da família e amigos após o nascimento do bebé. A mulher na fase puerperal pode apostar num conhecimento prévio de tudo o que rodeia o parto e o pós-parto para se sentir mais confiante e conseguir eventualmente evitar um quadro clínico de depressão pós-parto.

Praticar yoga, meditação, exercício físico e outras técnicas de relaxamento na gravidez e após o parto poderão desempenhar um papel importante ao nível da prevenção.


Concluindo, uma depressão é um assunto bastante sério que pode afetar tanto a mãe, como o bebé que acabou de nascer ou tem poucas semanas de idade! Se suspeitar de algo, procure um profissional de saúde e pergunte-lhe o melhor a fazer! Não tente ser você a fazer o seu próprio diagnóstico e não se automedique! Nesta situação, a pior coisa que pode fazer é a automedicação, pode ser bastante prejudicial não só para a mãe como para o bebé!

Pratique esportes de relaxamento, medite, faça yoga, procure ajuda médica, apoio familiar e faça algo que a tranquilize!

Não deixe de brincar com o seu bebé! Ele precisa da sua atenção e você precisa dele! Distrair-se a brincar com o novo membro da família também pode ser uma ótima ajuda para curar a depressão pós-parto.







  • Como curar a Depressão

    Quando alguém está com uma depressão, todos os pensamentos são pessimistas, fica sem capacidade de ter alguma ideia, alguma solução, a tristeza e a…