Como curar Dor de Rins – Cólica renal


curar dor de rins

A dor de rins é muito forte e há pessoas que dizem que não sobrevivem a tal dor, mas com calma e muita água vai conseguir aliviar essa dor! É uma dor que se faz sentir nas parte inferior das costas, logo por cima da cintura (ver imagem acima). Pode estar ocorrendo algo com os seus rins, mas seguindo os nossos conselhos vai conseguir aliviar a sua dor de rins e ultrapassar esse problema.

Veja aqui o que fazer para aliviar e curar a dor de rins e deixar de ter esta dor horrível! Também é possível curar dor de rins com remédios naturais.

A dor de rins é horrível, mas com o tempo vai conseguir curar, siga as nossas instruções e não se esqueça de beber água, muita água durante todo o dia! (No mínimo 2 litros por dia!)

O que é uma dor de rins?

Os rins são órgãos de extrema importância. Uma das suas funções principais é a filtragem do sangue. Nem toda a gente percebe quando algo está errado com seus rins. Na verdade, muitos problemas renais não dão sinais numa fase inicial.

Quando a dor surge, o problema pode estar já numa fase mais avançada. Também, com muita frequência, surgem relatos de dor nos rins que afinal, nada tem a ver com rins mas sim com a coluna, uma vez que esta dor dá-se no fundo das costas, logo por cima da cintura.

A dor nos rins, conhecida por cólica renal, é muito intensa e surge sob a forma de ondas. É uma dor muito acentuada, incomoda durante algum tempo e depois desaparece. Ao contrário da dor de costas habitual que quando aparece é de forma persistente e contínua.

Quais as causas da dor nos rins?

A dor nos rins costuma ser muito dolorosa e pode ter várias causas. Cálculos renais, insuficiência renal, infeção e câncer são alguns dos problemas mais comuns. Estes problemas podem causar dores muito fortes nos pacientes.

Quais os sintomas quando se tem problemas nos rins?

  • Sangue na urina (importa contudo estar atento porque nem sempre o sangue na urina é visível a olho nu. Fazer análises de rotina torna-se crucial para despistar algum problema)
  • Edema nos pés e tornozelos
  • Dor nos rins e/ ou dor a urinar
  • Urina avermelhada, rosa ou acastanhada
  • Febre
  • Diarreia
  • Urina com mais espuma do que é habitual (Quando urinamos é normal que a urina esteja com alguma espuma. Fique atento se esta espuma aparece em maior quantidade ou se demora mais tempo a desaparecer.)
  • Hipertensão (no entanto, saiba que a maior parte das pessoas que têm hipertensão não sofre de qualquer doença renal)
  • Anemia e cansaço (provocado pela anemia)
  • Aumento da vontade de urinar (o problema pode advir da próstata mas convém ficar atento e despistar algum problema renal também)
  • Não urinar ou urinar poucas vezes
  • Perda de apetite (com consequente perda de peso), náuseas e vómitos

O médico irá pedir vários exames para conseguir compreender o real problema do paciente. Análise à urina, toque na zona dos rins e radiografias ao abdómen são alguns dos meios de diagnóstico.

Os sintomas de problemas renais se podem confundir facilmente com apendicite, pancreatite, aneurisma, entre outros.

Como curar uma dor de rins?

A dor nos rins costuma ser bastante intensa e exigir acompanhamento médico. No entanto, beber muita água é sempre a primeira indicação de tratamento!

Chã de camomila pode ajudar a curar uma dor de rins, bem como descansar e massajar a zona.

Alterar hábitos alimentares pode ser outra recomendação a seguir.

O tratamento médico implica habitualmente a toma de medicação anti-inflamatória e antibióticos.

Se se tratar de pedras nos rins, e se estas forem muito pequenas, o nosso organismo poderá conseguir eliminá-las normalmente pela urina, mas para isso terá que beber mesmo muita água! Se as pedras forem grandes, o procedimento médico costuma passar por laser. A seguir à retirada da pedra são feitas análises para se compreender a origem da mesma.

Em algumas situações, e consoante o problema renal, o tratamento pode obrigar o paciente a ficar internado e vigiado.

Como prevenir uma dor de rins?

Beber muita água ao longo do dia é a melhor estratégia para evitar quaisquer problemas renais. Seguir uma alimentação variada e equilibrada é igualmente fundamental.