Enxaqueca – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos


A enxaqueca, é uma dor de cabeça, também chamada de cefaleia, que afeta milhões de pessoas em todo o Mundo.

Cerca de 25% das mulheres sofre com episódios recorrentes de enxaqueca, enquanto apenas 10% dos homens são vítimas deste problema.

Por norma, an enxaqueca afeta pessoas na faixa etária dos 24-45 anos e estima-se que após os 50 anos os episódios de enxaqueca diminuem significativamente.

As crianças também podem sofrer deste problema, mas até à puberdade são mais as meninas que são vítimas desta dor incomodativa.

O que é a enxaqueca?

A enxaqueca é uma dor intensa na cabeça, mas nem todas as dores que sentimos na cabeça poderão ser chamadas de enxaqueca! Esta dor é latejante, predominante num dos lados e muito intensa.

Por norma dura de 4 a 72 horas (quando não medicada). Pode ser dividida dor esporádica ou crónica.

A enxaqueca surge na forma de crises e infuencia negativamente o dia-a-dia de quem sofre deste problema. Por norma, a enxaqueca dura até 3 dias e depois existe um período maior sem qualquer dor. No entanto, estes não são valores exatos e há crises que podem durar menos de 4 horas e mais de 3 dias.

As crianças costumam ter crises mais curtas que duram por norma de meia hora a uma hora apenas.

Causas da enxaqueca

As causas da enxaqueca ainda não são realmente conhecidas, mas sabe-se que estão relacionadas com alterações no cérebro e são um problema genético.

A enxaqueca tem início quando as células nervosas reagem a algum estímulo externo. Esse estímulo envia impulsos para os vasos sanguíneos e isso provoca a sua contração seguida de uma dilatação. Esses movimentos liberam prostaglandinas, serotonina e diversas substâncias que causam a dor.

Por norma, quando a pessoa sofre de enxaqueca crónica, existem alguns fatores que podem desencadear uma crise. Essas situações incluém:

  • Esstresse;
  • Jejum durante muitas horas;
  • Odores muito fortes;
  • Alterações nas horas de sono habituais;
  • Luzes muito intensas;
  • Prática de desporto de alta intensidade;
  • Tomar demasiados analgésicos;
  • Fatores hormonais relacionados com o ciclo menstrual;
  • Comer alguns alimentos como quejo, citrinos, fritos e carnes vermelhas.

Sintomas da enxaqueca 

O principal sintoma da enxaqueca é obviamente a dor de cabeça intensa durante pelo menos 4 horas.

Contudo, uma crise de enxaqueca pode vir acompanhada de outros sintomas, nomeadamente:

  • Náuseas;
  • Vómitos;
  • Bocejos;
  • Dificuldade de concentração;
  • Maior irritabilidade;
  • Sensibilidade à luz e a ruídos intensos;
  • Dor mais forte quando se levante mexe a cabeça;
  • Alterações de apetite;
  • Fadiga;
  • Tonturas;
  • Dificuldade em expressar-se.

A pessoa durante a crise de enxaqueca manifesta normalmente variações de humor intensas.

Tratamento da enxaqueca

Veja também: Como curar dores de cabeça sem remédios e medicamentos

Antes de começar qualquer tratamento para enxaqueca, é fundamental saber se o seu diagnóstico está correto e qual o motivo principal para sofrer de dor de cabeça.

Os medicamentos para tratar a dor que a enxaqueca provoca são neuromoduladores, antidepressivos, antivertiginosos e betabloqueadores.

É importante referir que nos casos de enxaqueca crónica os medicamentos apenas atenuam os sintomas, não curando o problema.

Não deve nunca auto medicar-se nem seguir um tratamento prescrito para outra pessoa. Cada caso é um caso e apenas o médico poderá dizer qual o melhor tratamento para si.

Deixamos de seguida algumas dicas para situações de crise de enxaqueca:

  • Tome apenas os medicamentos prescritos pelo médico. Se sofre frequentemente de enxaquecas, aconselha-se que ande sempre acompanhado pelos medicamentos para tomar em caso de SOS.
  • Encontre formas de aliviar a dor. Existem pessoas que melhoram se forem dormir, outras que ficam melhor se forem passear à beira-mar. Deve encontrar o seu equilíbrio e perceber aquilo que atenua o seu problema.
  • Trate cada sintoma de forma isolada. O analgésico vai eliminar a sua dor de cabeça, mas não vai eliminar as tonturas ou a sensibilidade à luz. Poderá ter que tomar outros medicamentos para tratar os restantes sintomas.
  • Beba muita água e faça refeições leves. É fundamental que não descure a sua alimentação, sobretudo se a enxaqueca vier acompanhada de vómitos. Durante uma crise, deve fazer refeições leves e deve beber muitos líquidos.
  • Privilegie o silêncio e o escuro. Deve procurar manter-se num local escuro e silencioso, pois isso vai aliviar os sintomas da enxaqueca.

Convivendo com a enxaqueca

Todos os sintomas da enxaqueca afetam negativamente a vida do paciente, pois são dolorosos e muito incómodos.

Em casos de crise extrema, a pessoa pode mesmo não conseguir trabalhar nem fazer a sua vida normal. A crise pode mesmo obrigar a pessoa a permanecer dias deitada num quarto sem luz e longe de qualquer ruído.

Os pacientes com enxaqueca são bastante irritáveis durante uma crise, preferindo ficar sozinho. Isto prejudica não só a vida de quem sofre de enxaqueca, mas também das pessoas que a rodeiam.

Assim, é essencial procurar ajuda médica o quanto antes para minimizar o máximo possível os sintomas!







  • Como curar a Dor de Cabeça sem remédio

    Chegou aquele momento da sua vida, em que não quer tomar mais remédios para curar a sua dor de cabeça? Não sabe como fazer…

  • Como curar a Enxaqueca

    Costuma ter muitas dores de cabeça? Não consegue aliviar as suas dores? Já não sabe o que fazer? Não suporta essas enxaquecas? Veja aqui…