Como curar uma hérnia de disco – O que é, causas, sintomas e tratamento


A hérnia discal ou hérnia de disco é um problema de coluna que afeta milhares de pessoas em todo o Mundo, de ambos os géneros e de todas as idades, mas é mais predominante nos homens e em pessoas entre os 35 e os 55 anos.

É um problema doloroso e se não for tratado convenientemente pode influenciar negativamente a vida do paciente, comprometendo a sua mobilidade. Neste artigo vamos falar sobre o que é este problema, as suas causas e tratamentos.

O que é uma hérnia de disco?

A hérnia de disco é uma lesão que ocorre mais frequentemente na zona lombar mas também pode acontecer nos discos da coluna cervical. É uma das doenças que mais dores provoca nas costas e pode provocar alterações de sensibilidade nas coxas, pernas e pés.

A coluna possui discos intervertebrais que são estruturas esponjosas situadas entre as vértebras. É aqui que se situa a medula espinal e as raízes nervosas. Estes discos tornam a coluna flexível e têm também a função de amortecer os impactos. Cada disco da região lombar tem um anel externo espesso com um núcleo gelatinoso.

A hérnia acontece quando esse núcleo sai para o exterior do anel, em direção ao canal espinal, podendo ou não comprimir os nervos. Os nervos são muito sensíveis a qualquer pressão, o que pode provocar dor, dormência e perda de força nos membros inferiores.

Causas da hérnia de disco

A coluna é uma das partes mais importantes do nosso corpo, uma vez que equilibra toda a nossa estrutura e contribui para a estabilização do nosso organismo, distribuindo perfeitamente as forças para cada um dos nossos membros superiores e inferiores.

As causas da hérnia discal são muito variadas. Acredita-se que este seja um problema hereditário e se houver algum caso na família de hérnia de disco, a probabilidade de vir a sofrer deste problema é mais elevada.

Fazer movimentos repetitivos também podem originar uma lesão deste tipo. Sendo um problema degenerativo, a idade avançada também pode levar ao surgimento de uma hérnia discal. Passar muito tempo sentado na mesma posição também é prejudicial para a coluna e pode originar uma hérnia de disco. Carregar pesos elevados e conduzir durante muito tempo seguido diariamente são outros fatores que podem causar uma hérnia.

Sintomas da hérnia de disco

Os sintomas de uma hérnia de disco variam de acordo com a sua localização. Quando se trata de uma hérnia na região lombar, o sintoma mais comum é a dor forte. Esta dor é conhecida como dor ciática, pois atinge o nervo ciático e irradia para uma das pernas.

Pode também haver perda de força numa das pernas, sensação de formigamento e de dormência em uma das pernas ou das nádegas e sensação de queimaduras nos músculos. Em casos muito graves, pode ainda ocorrer perda de controlo sobre bexiga e intestinos.

Quando a hérnia de disco se situa na região cervical, o sintoma mais frequente é uma dor forte e localizada no pescoço, irradiando para os ombros ou para um dos braços.

Pode causar também cefaleias na zona da nuca. Tal como na região lombar, pode haver sensação de dormência e formigamento num dos braços e sensação de queimaduras nos ombros.

Tratamento para a hérnia de disco 

A hérnia discal é diagnosticada através do relato dos sintomas do paciente e precisa de ser confirmada através de tomografia computarizada ou por ressonância magnética. Em 90% dos casos, o tratamento não cirúrgico das hérnias discais é eficaz e apresenta resultados rapidamente. Em situações de dor mais intensa, tomar anti-inflamatórios, analgésico e relaxante muscular é aconselhável.

Os pacientes com hérnia de disco devem ter muito cuidado na prática de exercício físico e não é aconselhável correr nem praticar desportos que tenham movimentos com impacto no chão (como saltos, body combat e smilares). Os desportos mais aconselhados são pilates e yoga, pois reforçam a musculatura envolvente à hérnia discal e contribuem para a diminuição da dor. Realizar caminhadas curtas e em chão plano também é aconselhável. Quem sofre de hérnia de disco, deve evitar estar muito tempo sentado na mesma posição.

As injeções de corticóides também são eficazes pois reduzem a irritação dos nervos e diminuem drasticamente a dor e podem ser aplicadas tanto na região lombar como na região cervical. A cirurgia é aconselhada e necessária quando algum dos fragmentos do disco está alojado no canal espinal, comprimindo um nervo e comprometendo o correto funcionamento de algum dos membros do paciente.

Na cirurgia, por norma o disco doente é removida e as vértebras são fixadas uma na outra.

Como prevenir a hérnia de disco

Ter um estilo de vida saudável é importante para evitar problemas de saúde e a hérnia discal não é exceção! Não é possível evitar a cem por cento desenvolver este problema, mas existem cuidados que podemos ter para evitá-lo ao máximo.

Evitar ambientes com fumo, praticar desporto com supervisão de um profissional, fortalecer os músculos da coluna, controlar o peso, não carregar pesos demasiado elevados e manter uma postura adequada no trabalho são conselhos que deve seguir para evitar ao máximo vir a sofrer de uma hérnia de disco.

 

A hérnia discal é um problema doloroso e pode ser realmente incomodativo e impeditivo para algumas tarefas. Contudo, com os cuidados certos e com acompanhamento médico adequado é possível levar uma vida perfeitamente normal e realizar todas as suas tarefas do dia-a-dia!