Labirintite – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos


Sofre de tonturas e quase se desequilibra? Provavelmente está sofrendo com Labirintite, uma doença mais comum do que aquilo que pensa! Também conhecida como Neurite Vestibular, Vestibulopatia ou Neurolabirintite, a Labirintite é uma doença que pode ser tratada de forma fácil e, na maioria dos casos, os sintomas desaparecem em poucos dias com um tratamento adequado.

Para compreender de forma melhor o que é este problema de saúde, é essencial saber o que é labirinto: um órgão que faz parte do aparelho vestibular, localizado próximo ao tímpano e aos ossículos auditivos.

Quer saber o que é Labirintite, suas causas, sintomas e tratamentos? Confira neste artigo todas as informações e dicas que temos para você!

Labirintite: o que é?

Caracterizada principalmente por provocar sensação de tontura e desequilíbrio, a Labirintite é uma doença de ouvido que afeta as suas estruturas internas, sendo estas as responsáveis pela audição e pelo equilíbrio (cóclea e vestíbulo, respectivamente). Costuma-se chamar de Labirintite qualquer distúrbio interno no ouvido, porém, o termo correto para esses distúrbios é “labirintopatia”. Na verdade, a Labirintite ocorre quando há a inflamação do labirinto, da porção vestibular do nervo auditivo ou a inflamação dos dois ao mesmo tempo.

Na maioria dos casos, essas infecções surgem em decorrência de viroses respiratórias, como a gripe, o resfriado, a faringite ou a sinusite. Em outros casos, a Labirintite também pode ser causada por vírus, como a Varicela (a popular “catapora”) e a Herpes Zoster (Síndrome de Ramsay-Hunt), ou por infecções bacterianas, como a otite e a meningite bacteriana. Nesses casos, a doença é mais grave em relação à Labirintite viral e pode evoluir causando uma surdez permanente ou sepse.

Quais são as causas da Labirintite?

Como dito no tópico anterior (Labirintite: o que é?), a doença pode ser causada por viroses respiratórias, que é o tipo de Labirintite que ocorre com maior frequência, ou por vírus e infecções bacterianas. Dessa forma, o problema de saúde, em mais de 50% dos casos, está relacionado a gripes, resfriados, sinusite e labirintite. O que causa efetivamente a Labirinte é a inflamação do labirinto e/ou da porção vestibular.

Quando a Labirintite é causada por infecção viral, o problema é menos grave e mais fácil de tratar. No entanto, nos casos mais raros, nos quais a doença surge em decorrência de infecções bacterianas, é preciso estar muito atento e procurar acompanhamento médico o quanto antes, haja vista que o quadro pode se agravar, a infecção no ouvido pode piorar e, até mesmo, causar uma surdez permanente ou infecção generalizada (sepse).

Quais são os sintomas mais comuns da Labirintite?

Os sintomas mais comuns da doença são a sensação de tontura, vertigem e sensação de perda do equilíbrio. Mas, a Labirintite também provoca outros sintomas, tais como:

– Náuseas;
– Vômitos;

Veja também: Como curar náuseas e vômitos

– Desequilíbrio;
– Zumbidos no ouvido;
– Pressão no ouvido;
– Sudorese;
– Febre alta;
– Secreções no ouvido;
– Queda capilar;
– Acidificação no estômago;
– Alterações gastrointestinais;
– Audição diminuída.

Quais são os tratamentos para a Labirintite?

Na maioria dos casos, a Labirintite desaparece sozinha, sem que seja realizado um tratamento. No entanto, nas ocorrências mais graves da manifestação da doença, é imprescindível buscar pelo acompanhamento médico em busca do tratamento mais adequado, que envolve medicação e remédios para controlar os sintomas. Na Labirintite causada por infecções bacterianas, esse tratamento é realizado com a utilização de antibióticos.

Corticoides, anti-histamínicos, sedativos e medicamentos para aliviar a tontura, náuseas e vômitos também são remédios utilizados para controlar a Labirintite provocada por infecções virais. Isto é, em suma o tratamento para a doença é realizado de acordo com o tipo de Labirintite que o paciente tem e levando em consideração os sintomas provocados pelo problema de saúde. Portanto, caso você suspeite que está com a doença, não exite em procurar auxílio médico.

Existe algum método de prevenção para a Labirintite?

Como a Labirintite é causada, na maioria das vezes, por viroses respiratórias, a prevenção da doença está relacionada aos mesmos cuidados que devemos tomar para evitar gripes, resfriados, sinusite e faringite, que envolvem cuidar da alimentação, não ficar sem comer por tempo prolongado e fazer a correta higienização das mãos, principalmente antes de se alimentar.

Há, também, os fatores que podem aumentar as chances de um indivíduo desenvolver a Labirintite, entre os quais estão: a hipoglicemia, o colesterol alto, a diabetes, a hipertensão, o consumo exagerado de álcool e o tabagismo. Dessa forma, os cuidados para evitar o problema de saúde também envolvem a adoção de um estilo de vida saudável e os mesmos métodos de prevenção para essas doenças.