Como Curar a Obesidade – Tratamentos e Remédios Naturais


Tem excesso de peso? Gostaria de perder alguns quilos mesmo sem sair de casa e sem ter que correr 10 km todos os dias? Descubra aqui a nossa explicação de como poderá perder o seu excesso de peso e como curar a obesidade.

Ao contrário do que muitos pensam, a obesidade é considerada uma patologia, e é possível tratar essa doença com alguns medicamentos que ajudam na perda de peso.

Alguns destes medicamentos já foram proibidos a sua venda na Europa, outros apresentam algumas restrições, outros são utilizados e com eficácia, mas com alguns efeitos secundários indesejados.

Já iremos falar sobre eles. Por outro lado também temos os medicamentos naturais, fitoterapêuticos, à base de extractos de plantas, que também ajudam na perda de peso e a curar a obesidade. Também iremos falar sobre estes.

O que é a obesidade?

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a obesidade é definida como o acúmulo de gordura anormal ou excessiva que apresenta um certo risco para a saúde do indivíduo. A obesidade é um fator de risco para o desenvolvimento de doenças crônicas, como a diabetes, doenças cardiovasculares e cancro.

Uma das formas de medir o grau de obesidade de um indivíduo, é através do cálculo do seu Índice de Massa Corporal (IMC).

Para fazer esse cálculo, basta apenas dividir o peso de uma pessoa (em quilogramas), pela altura da pessoa ao quadrado (em metros).

Ou seja, IMC = peso (kg) / altura2 (metros)

Imaginemos uma pessoa com 75 kg e 1,70m

O IMC desta pessoa será de:  IMC = 75 / 1,702 = 25.95

Avaliando o resultado do IMC, podemos definir o estado de obesidade da pessoa:

Designação

IMC (kg/m2)

Grau

Classe de Baixo Peso

Magreza severa

< 16,00

III

Magreza Média

16,01 – 16,99

II

Magreza Moderada

17,00- 18,49

I

Normal

18,50 – 24,99

Peso Normal

Pré-Obesidade

25,00 – 29,99

Pré-Obesidade

Classe de Obesidade

Obesidade

30,00 – 34,99

I

Obesidade

35,00 – 39,99

II

Obesidade

> 40,00

III

Se esta pessoa de 75 kg e 1,70m tinha um IMC de 25,95, concluímos que se encontra num estado de pré-obesidade, mas não muito elevado.

Cuidado com o uso de certos medicamentos

O excesso de peso também pode ser resultante do uso regular de alguns medicamentos, como é o caso de antidepressivos tricíclicos, fenotiazínicos (medicamentos utilizados no tratamento de psicoses), valproato sódico (utilizado na epilepsia), Insulina, Corticosteróides, contraceptivos esteróides, e alguns medicamentos utilizados na hipertensão.

Uso de fibras na obesidade

Em casos de obesidade, é importante ingerir bastantes fibras.

As fibras vão aumentar a saciedade do obeso, vão retardar o esvaziamento gástrico, aumentam a viscosidade, reduzindo a absorção de gorduras no organismo.

Alguns exemplos destas fibras são o Glucomanano, Konjac, Garcinia, Camboja e goma de alfarroba.

Tratamento da obesidade com medicamentos

Um medicamento que é utilizado no tratamento da obesidade é a Sibutramina.

Este medicamento foi retirado do mercado na Europa e ainda é permitido no Brasil mas com algumas restrições.

Este medicamento age a nível neuronal, alterando a quantidade de neurotransmissores que passam nos neurônios de um indivíduo.

Este medicamento com esta ação, irá diminuir a vontade de ingerir alimentos, ou seja, o paciente irá reduzir a sua vontade de comer.

Quando se inicia o tratamento com a sibutramina é importante ir medindo a pressão arterial, porque este medicamento aumenta a pressão arterial, sendo assim contra indicada para doentes com pressão arterial elevada.

A maior parte dos obesos sofre de hipertensão, e aí está uma das razões pela qual foi retirada do mercado na Europa.

Algumas das reações adversas mais frequentes da Sibutramina são a obstipação, dores de cabeça e insônia.

Este medicamento não pode nunca ser tomado sem consultar antes o seu médico nem sem prescrição médica.

Orlistat

O orlistat é um medicamento que ao contrário da Sibutramina não atua a nível do cérebro. Este atua a nível do estômago, inibindo uma substância que se encontra no nosso estômago, e dessa forma diminui a absorção de gordura no trato gastrointestinal, e desta forma, promove-se a perca de peso.

Este medicamento é muito pouco absorvido para a corrente sanguínea, sendo quase todo excretado pelas fezes.

O problema deste medicamento, é que como não permite a absorção das gorduras, esses alimentos mais gordurosos serão excretados pelas fezes, e quanto mais gordurosa é a alimentação, mais liquidas serão as fezes.

Portanto, algumas das reações adversas deste medicamento são a flatulência, fezes gordas, escorrência anal, diarreia, urgência e incontinência fecal.

As contra-indicações deste medicamento são para os doentes com síndrome de malabsorção ou colestase, deve ser utilizado com cautela em doentes diabéticos e deve ser evitado na gravidez e aleitamento.

Visto que o Orlistat evita a absorção de gorduras, em tratamentos prolongados, deverá ser necessário uma suplementação com vitaminas gordurosas, visto que através da alimentação, o orlistat não permite a absorção dessas vitaminas para o nosso organismo.

Este medicamento, para além de promover uma perda de peso, também tem outros benefícios, como não interferir na absorção de medicamentos antidepressivos, reduz 30% na absorção de gordura, reduz a pressão arterial, reduz o colesterol e reduz os níveis de glicose em jejum.

Portanto é um medicamento eficaz e viável para curar a obesidade. A única complicação são os seus efeitos secundários.

Tratamento da Obesidade com Fitoterapia

Podem ser utilizados alguns suplementos e medicamentos naturais à base de plantas para ajudar no emagrecimento.

1. Inibidores de Apetite

Algas (Fucus Vesiculosus)

Existem suplementos à base deste tipo de algas, que após serem administradas, em contacto com a água, estas incham no estômago, onde irá resultar um efeito natural de inibidor do apetite, que é bastante eficaz numa dieta de emagrecimento. Visto já estar grande parte do estômago ocupado, o apetite será menor, ingerindo assim uma menor quantidade de alimentos.

Estas algas também contêm fibras vegetais que facilitam o trânsito intestinal.

Este suplemento deve ser tomado 30 minutos antes das refeições, durante pelo menos 1 mês.

É contra-indicado, a doentes com hipertiroidismo.

Garcina Cambogia

Suplementos à base de Garcina Cambogia também diminuem o apetite, através de um composto existente na pele deste fruto.

Para além de diminuírem o apetite, também diminuem a transformação do açúcar ingerido, em gorduras e ainda diminuem o tamanho das células de gordura.

Goma de alfarroba

À semelhança das algas, a goma de alfarroba também tem uma capacidade de inchar em contacto com a água, e forma um gel que não é absorvido pelo organismo.

Este inchamento no estômago, provoca uma sensação de saciedade, com uma sensação de estômago cheio, diminuindo também a absorção dos alimentos.

Assim, a Goma de Alfarroba tomada antes das refeições permite cortar a sensação de fome e favorecer um regime de emagrecimento.

Deve ser tomada 30 minutos antes das refeições.

Konjac

Suplementos à base de Konjac, fazem também o mesmo efeito que os anteriores, diminuindo o apetite, através de uma sensação de saciedade, com a formação de um gel no estômago de estrutura viscosa. Esta viscosidade permite também diminuir a absorção de açúcares e gorduras a nível intestinal.

Deve ser administrado 30 minutos antes das refeições.

Atenção: Deve ser respeitado um intervalo de 2 horas entre a toma de Konjac e de qualquer outro medicamento.

2. Estimuladores de emagrecimento

Chá verde (Camellia Sinensis)

O chá verde estimula uma substância que provoca a quebra das gorduras, diminuindo a quantidade de gorduras no organismo, e promove a termogênese (produção de calor pelo organismo), sendo necessário gastar algumas calorias para aumentar o calor do corpo.

Este chá deve ser tomado ao pequeno-almoço e ao almoço durante no mínimo 1 mês.

Não deve ser consumido a partir da parte da tarde, porque contém cafeína, como chá verde, guaraná e Redbull causam insônia.

Guaraná

Este guaraná que se fala não é a bebida que se vende, mas sim suplementos de guaraná.

O Guaraná é bastante rico em cafeína, por isso à semelhança do chá verde, não deve ser consumido a partir da parte da tarde do dia, podendo desencadear insónias.

Devido à presença de cafeína, o guaraná aumenta o metabolismo, e desta forma ajuda a “queimar” mais rapidamente as gorduras.

Suplemento de guaraná deve tomado ao pequeno-almoço e ao almoço durante no mínimo 1 mês.

Laranja Amarga ( Citrus aurantium L.)

Suplementos à base de laranja amarga, aumentam o metabolismo e promovem a termogênese do corpo, como o chá verde, promovendo desta forma a “queima” de gorduras.

Tem também um efeito adelgaçante e tonificante.

Este suplemento, também deve tomado ao pequeno-almoço e ao almoço durante no mínimo 1 mês.

Não deve ser indicado a grávidas nem a pessoas sensíveis à cafeína.

Mate

É também um estimulante no emagrecimento, e também é utilizado para combater a fadiga e dores de cabeça.

O mate estimula o músculo cardíaco e o sistema nervoso central, relaxa os músculos lisos, especialmente os dos brônquios e atua favoravelmente na circulação sanguínea, o que poderá explicar o alívio das dores de cabeça.

Estudos realizados com obesos, demonstrou que o consumo de Mate, atrasa a progressão do bolo alimentar para o estômago, o que aumenta a duração da sensação de saciedade e favorece a perda de peso.

Também aumenta o metabolismo, e estimula a termogênese.

Para além disso, também é um bom antioxidante.

Não deve ser indicado a grávidas nem a pessoas sensíveis à cafeína.

3. Drenantes

Ortosiphon

Suplementos à base de Ortosiphon, têm acção drenante e adelgaçante. As folhas desta planta, são forte diuréticos. Aumentam a eliminação renal de água, e também de ureia.

Papaia

Suplementos à base de papaia são também utilizados no tratamento para deixar de ter celulite.

A papaia contém uma substância que quebra algumas proteínas e algumas células gordurosas.

Tem também uma ação anti-inflamatória, sendo importante na eliminação de edemas dolorosos que podem acompanhar a celulite.

Deve ser tomada fora das refeições.

Rainha dos prados (Filipendula ulmaria)

Tem uma ação depurativa e anti-inflamatória.

Esta planta dilata os vasos sanguíneos, tonifica o coração e acelera a diurese, facilitando a eliminação renal de água e a reabsorção dos edemas dolorosos, também ajudando a deixar de ter celulite.

Deve ser tomada de manhã e ao almoço.

É contra-indicado a grávidas e pacientes com sensibilidade à aspirina.

Ananás (Ananas sativus)

Tem também uma ação anticelulítica.

Tem também uma ação anti-inflamatória, e favorece a absorção dos edemas que acompanham frequentemente os depósitos de gordura.

Deve ser tomado no intervalo das refeições.







  • Como Tratar e Curar Gordura no Fígado

    O acumulo de gordura no fígado também pode ser conhecido como “esteatose hepática”, ou “fígado gordo”. Os sintomas costumam ser leves no início, porém,…